Notícias

Como fomentar o espírito de equipa entre freelancers

Como fomentar o espírito de equipa entre freelancers

O mercado de trabalho mudou e além dos muitos profissionais que trabalham em regime de freelancer (trabalhadores independentes), há também muitas organizações que disponibilizam aos seus profissionais soluções de trabalho flexível, permitindo-lhes desenvolver a sua atividade a partir de casa ou junto de clientes externos. Para quem lidera, gerir equipas em trabalho remoto, mantê-las motivadas e alinhadas com a cultura empresarial é um desafio. A consultora Gallup defende que a confiança deve ser a base da política de fidelização dos “trabalhadores remotos” e dá dicas para os reter.


22.04.2018 | Por Expresso Emprego


  PARTILHAR
LinkedIn Twitter Facebook Google+



1 Clarificar as expectativas
É fundamental deixar claro aos profissionais remotos o que se espera deles (em termos de desempenho e de competências), a sua função na empresa e os objetivos a alcançar.
 
2 Disponibilizar o equipamento, informação e material
Poucas coisas são tão desmotivantes para um profissional como querer fazer a diferença no trabalho que desenvolve e não ter as ferramentas necessárias. É fundamental garantir que os trabalhadores remotos têm o equipamento e informação de que necessitam para serem bem-sucedidos na sua missão.
 
3 Ligar os trabalhadores ?aos seus pares
Promover a ligação dos profissionais que trabalham à distância com os seus pares na organização é vital. O espírito de equipa é uma das melhores formas de aumentar o compromisso dos trabalhadores e é difícil alcançá-lo quando se trabalha isolado. Uma das formas de aproximar os profissionais entre si é realizar reuniões regulares de trabalho ou encontros informais.
 
4 Reconheça regularmente ?o seu mérito
Uma avaliação regular de desempenho é fundamental para os trabalhadores remotos. Não só lhes permite saber se estão a cumprir as expectativas da empresa, como lhe dá pistas sobre competências a desenvolver.


OUTRAS NOTÍCIAS
Só 15% vestem a camisola

Só 15% vestem a camisola


Apenas 15% dos trabalhadores em todo o mundo estão comprometidos com as empresas onde trabalham. O mesmo significa que, a nível global, 85% dos profissionais com ocupação a...

O mercado (agora) quer os séniores

O mercado (agora) quer os séniores


Se momentos houve em que o mercado de trabalho nacional parecia excluir da corrida a novas oportunidades os perfis mais seniores e experientes, acima dos 50 anos, a tendência parece estar agora ...


"Os líderes do futuro serão muito mais vulneráveis"


É um líder global. Como é que vê a liderança no atual contexto empresarial?  Essa é, na verdade, a questão que colocamos, permanentemente, a mais ...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO




ÚLTIMOS EMPREGOS