Notícias

Ocidental lança academia para desenvolver carreiras

Ocidental lança academia para desenvolver carreiras

Numa empresa, as pessoas são o veículo mais valioso para alcançar resultados, pelo que nunca é demais investir no seu desenvolvimento, motivação e crescimento. É desta convicção que parte o Grupo Ocidental para criar uma academia de talento - a Ocidental Talent Academy - que, garante Mariana Coruche, a diretora de Recursos Humanos da empresa, vai dar aos profissionais da empresa as ferramentas necessárias para se desenvolverem na organização. 

25.03.2016 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR
LinkedIn Twitter Facebook Google+



A Google tem um modelo semelhante, com elevada taxa de sucesso, e o Grupo Ocidental prepara-se agora para lançar uma academia de talento que segundo a diretora de recursos humanos, Mariana Coruche, cumpre dois objetivos estratégicos da organização: “por um lado, visa reter talento e por outro, trazer para a empresa as competências que consideramos fundamentais para o sucesso da organização”. A Ocidental Talent Academy, resulta de uma parceria com a Universidade Nova de Lisboa e está pensada para servir profissionais em distintos patamares de carreira, desde a chegada à empresa.

“Nem todos os talentos estão na pipeline de sucessão. O desafio é arranjarmos formas de os reter de um modo constante e consistente, e não apenas quando os identificamos como sucessores”, explica Mariana Coruche. O projeto da Ocidental Talent Academy foi pensado para cumprir essa ambição e “dar resposta às necessidades de retenção de talento da empresa”, realça a diretora de recursos humanos. Através de uma plataforma digital que é comum a todos os colaboradores (ainda que com diferentes atividades disponíveis para cada um), a Ocidental vai acompanhar cada um dos seus profissionais desde o momento e durante o desenvolvimento de toda a sua carreira.?“A academia tem quatro áreas distintas, de acordo com a fase em que cada colaborador se integra - My Welcome, My Training, My Team e My Career - e tem duas áreas transversais, a Ocidental Cares e Ocidental Partners”, explica a diretora.

A plataforma recorre a estratégias de gamificação e leva o colaborador a desenvolver atividades de acolhimento que incluem vídeos corporativos destinados a conhecer a realidade da empresa ou o acesso a webinars do seu interesse. “Ao longo do percurso, a plataforma proporciona atividades adicionais que fazem parte do seu plano de desenvolvimento”, enfatiza acrescentando que “de acordo com o perfil de cada colaborador, a plataforma gere de forma automática uma oferta distinta de atividades adaptadas à sua função, performance e estágio de carreira”.

Entre estas atividades estão, por exemplo, aulas em direto da SAS, hackatons na Universidade Nova, conferências de big data dadas nas instalações da Ocidental ou, para os cargos de chefia, aceder a planos de sucessão da sua equipa.?A plataforma constitui uma sólida aposta da empresa na retenção dos seus profissionais. Neste domínio, Mariana Coruche realça que o grupo criou um modelo original de planos de retenção em que “segmenta uma oferta oferta para grupos internos pré-definidos, como high potentials ou high performers, diponibilizando ações específicas que os colaboradores vão potendo desbloquear através de técnicas de gamificação”.

Estas atividades vão desde ações de strategic thinking (pensamento estratégico) e notas inspiracionais sobre digital. “A ideia é dar oportunidades únicas de aprendizagem com os melhores professores do mundo e reter, simultaneamente, as competências que vão ditar a nossa diferenciação no mercado”, enfatiza Mariana Coruche que destaca também a parceria realizada com a Universidade Nova, no âmbito desta academia, e o seu impacto na captação de novos talentos para a empresa e motivação e retenção dos já existentes. “Através deste ecossistema de inovação, poderemos ter colaboradores, alunos e professores a trabalharem juntos no desenvolvimento de produtos, por exemplo”.



OUTRAS NOTÍCIAS
O seu chefe preocupa-se consigo?

O seu chefe preocupa-se consigo?


Uma das principais razões que leva um profissional a tomar a opção de deixar o seu emprego é a desmotivação gerada pelo facto de não sentir o seu valor...

Techedge Group reforça equipa em Portugal

Techedge Group reforça equipa em Portugal


Em 2016, o Techedge Group que acaba de adquirir a Realtech Portugal à casa-mãe (a Realtech AG), quer ultrapassar a barreira dos €150 milhões de faturação e ser ...

Sonae vai validar competências

Sonae vai validar competências


O programa foi desenvolvido em parceria com a Agência Nacional para a Qualificação e Ensino Profissional (ANQEP) e o Centro de Formação Sindical e Aperfeiçoame...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO




ÚLTIMOS EMPREGOS