Notícias

Portugueses à frente dos estrangeiros

Portugueses à frente dos estrangeiros

Nacionais, em média, ganham mais. Mas nas funções mais qualificadas nas empresas ficam atrás

05.04.2019 | Por Sónia M. Lourenço


  PARTILHAR
LinkedIn Twitter Facebook Google+



A imagem do engenheiro vindo do Leste europeu que, chegado a Portugal, ia trabalhar para as obras, marcou muita da imigração que o país recebeu nos anos 90 do século passado e primeiros anos do novo milénio. Com a crise na economia portuguesa, muitos desses imigrantes até deixaram o país. Mas os dados sobre o rendimento salarial dos trabalhadores por conta de outrem em Portugal, por nacionalidade, sinalizam que o problema persiste. Para o mesmo nível de qualificações em termos de escolaridade, em média, os portugueses ganham mais do que os estrangeiros. Contudo, no sector privado, comparando nacionais e estrangeiros nas funções mais qualificadas, os portugueses ficam atrás. Parece contraditório, mas não é. É o espelho dessa tal realidade do engenheiro que chega ao país e tem de trabalhar nas obras ou a servir à mesa.
 
Vamos por partes. Os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) sobre o rendimento salarial médio mensal líquido dos trabalhadores por conta de outrem, mostram que, em média, no ano passado, os trabalhadores portugueses levavam para casa ao fim do mês €890. Já os trabalhadores estrangeiros ficavam pelos €795, ou seja, menos 10,7%. Analisando os dados desde 2011, ano em que se inicia a atual série do INE, os portugueses ficam sempre acima dos estrangeiros, embora o diferencial tenha vindo a diminuir (em 2011 atingia os 20%).
 
Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. Pode usar a app do Expresso - iOS e Android - para descarregar as edições para leitura offline)


OUTRAS NOTÍCIAS
Career Day ISAG

Career Day ISAG


O Career Day destina-se aos alunos do ISAG - European Business School e tem como objetivo proporcionar informações sobre o mercado de trabalho, ofertas de emprego e oportunidades de cri...

Salários iguais só daqui a 83 anos

Salários iguais só daqui a 83 anos


Dois milhões, trezentas e oitenta mil e oitocentas. Foi este o número de mulheres empregadas em Portugal em 2018 (média anual), traduzindo uma situação de quase pari...

55+, a rede que quer aproximar os seniores do mercado

55+, a rede que quer aproximar os seniores do mercado


Portugal tem cerca de 3,5 milhões de cidadãos com mais de 55 anos, dois quais mais de 2 milhões estão inativos. Apesar de, nos últimos anos, o número de profi...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO




ÚLTIMOS EMPREGOS


BUTLER

Anónimo

Export Managers

Grupo Licor Beirão

Farmacêutico

Anónimo